Procrastinar, a “arte” de deixar para amanhã. Será que você se reconhece nesta história? A definição de procrastinar em si não é tão ruim. O problema é que o amanhã é aquele lugar que ninguém viu ou sabe onde fica, mas que certamente boa parte dos planos, motivações e objetivos se encontram.

E vamos deixar claro, adiar alguma tarefa não é algo necessariamente ruim. Você pode, por exemplo, chegar à conclusão que conseguirá escrever seu artigo amanhã na parte da tarde porque terá o tempo necessário para tal, algo que no momento não parece viável. Isso não pode ser definido como procrastinação. A procrastinação acontecerá se você decidir, no outro dia de tarde, adiar mais uma vez sua tarefa. O ato de procrastinar afeta nossa saúde e principalmente bem estar, pois não nos sentimos bem quando adiamos algo importante. Pessoas que têm o costume de adiar, apresentam mais dores de cabeça, de estômago e ficam doentes com mais frequência. Além disso, procrastinar pode ocasionar aumento no nível de estresse, baixando as defesas do sistema imunológico e abrindo espaço para doenças infecciosas como resfriado ou gripe.
Portanto, para facilitar esse complicado processo da procrastinação, e você conseguir realizar suas atividades sem adiamentos, veja esse passo a passo para implementação de um novo hábito pode ajudar bastante:

1. Escolha um hábito fácil de colocar em prática. Você quer ir para academia todos os dias, mas que tal começar fazendo 10 minutos de alongamento todos os dias de manhã.

  1. Aumente aos poucos a “dificuldade” de seu hábito. Passe a fazer 15 minutos de alongamento, depois 30 minutos, depois comece a caminhar pelo bairro e assim vai.
  2. Divida seu hábito em blocos de tempo. Quer ler 100 páginas de um livro por dia? Que tal começar com 50 de manhã e 50 antes de dormir.
  3. Saiu da linha? Volte imediatamente. O problema aparece quando você faz da exceção, a regra.
  4. Se sentir dificuldades de continuar com o novo hábito, peça ajuda a alguém de confiança para “fiscalizar” seus hábitos todos os dias.
  5. Anote seu progresso em um calendário. Marque um X azul quando realizar com sucesso a tarefa e um com vermelho quando não o fizer.
  6. Vá com calma e seja paciente. Siga um ritmo que você sabe que vai conseguir ser frequente.

Rui Mesquita